Além de um verso vazio

onde guardas teus segredos?
na caixa furta-cor
no armário antigo do teu avô?
ou na escrivaninha
de quando ainda em receio
cuidava dos deveres de menina?
faz tão pouco tempo.
ando curioso ao teu respeito
onde estavas em 98?
quem beijou em 2002?

com vontade de te ver
vontade de ouvir tua voz
com vontade do teu castanho-olhar
vontade que esqueças teus dentes
os teus lábios… tudo,
tudo em mim
feito em desejo quente
pronto pra derreter teu mundo

será que estamos prontos?

queria te contar da minha vida
ver meu mundo nos teus olhos.

queria encontrar minha paz nos teus absurdos
depois perdê-la em teus beijos
                                                         [entrelinhas.

então deixa eu entrar…
ser mais um em você
forte, estranho, longe-perto
frio-distante, arrepio-surpresa
tardio, mil léguas a pé.

tão pouco importa
se vão dizer que eu me perdi
outra vez ao sabor
de mais uma insensatez
ou que me iludi.
só peço que não feches a porta
quando eu chegar
estrangeiro, estranho
forasteiro em minhas vontades.

tua boca em mim.

de perto tudo sempre foi tão pouco
pobre, tosco e torto.
vasculho o horizonte
a espera de te encontrar…

dias estranhos
solidão veio à galope
desembainhar sua espada fria
sobre minha fronte vadia
arremesso meu corpo
te vejo longe
num retrato torto
bonito
teu.

minha?

pediram a minha cabeça
                                    [nas entrelinhas…
sossego.

mas pediram minha cabeça
                                   [nas entrelinhas…
do teu corpo
                       sossego.

meu corpo calmo
em teu corpo assanho
meu corpo teu corpo arranha
teu corpo meu corpo assanha
meu corpo em teu corpo
                                            arranho.
em teu corpo meu corpo
                                             acalmo
meu corpo em teu corpo
                                            me acalmo.

tua boca em mim
                               minha?

                                       vai dizes,
onde guardas teus segredos?

gamella.

Anúncios

4 Respostas para “Além de um verso vazio

  1. Os segredos são pros fortes. Só pros que aguentam.

    Sabia que voltarias, Francisco.
    Welcome back.

  2. adorei !!!! o final ficou mto legal !

    eee mulheres.. no começo tudo é misterio rsrs

    bjs

  3. Que bom que tu não demoraste muito pra voltar! =)

    E isso “de perto tudo sempre foi tão pouco
    pobre, tosco e torto” é lindo!

  4. Ai que lindo! nossa, que lindo!
    =)
    você escreve muito bem. parabéns =*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s