Futuro

“Volver a los diecisiete después de vivir un siglo”

Mercedes Sosa

Por aquele tempo o futuro era só uma suspeita. Um frio na barriga, amarrado em milhares de memórias recentes de outros futuros instantâneos. Era o prazer da língua a passear pela superfície viscosa do alento proibido, ríspido, rígido, arqueado no corpo alheio, dela. O lamento triste da trilha sonora de algum filme antigo, latino, sobre desaparecidos políticos. A vontade de ter oito anos de idade outra vez. O som enlatado da oração do pastor a atravessar toda rua, no caminho do supermercado, cortando os céus, lançando versos da Bíblia a Deus e a todos aqueles que não pediram para ouvir. A promessa de um abrigo forte, capaz de parar raios, relâmpagos e bombas. Você, de volta, debulhada em sorrisos, perfumes, promessas e beijos… sonhos. Ontem sonhei com você.

Anúncios

3 Respostas para “Futuro

  1. Bom passar aqui e ver o AMANHA CEDO atualizado.

    Mercedes Sosa! Meu Deus, anos oitenta, no início. Sonhos tão lindos. Lembro que rodei mundo ( boa parte do brasil) com uma mochila nas costas e sonhos, sonhos de liberdade, de conhecer sei lá o quê. Nessa época um cara – acho que se chamava Wagner – me apresentou as músicas dela. Qualquer hora tenho que escrever sobre aquelas andanças.

    Sinto tua ausência, Junior.

    Um abraço.

  2. Não sei se o “amanhã cedo” é um “filho”seu abandonado, ou se você vem vê-lo de vez em quando. Para todos os efeitos é aqui que vou deixar meu desejo para você. SEJA feliz todos os dias, inclusive nestes dias de festas.

    Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s